SEIXALJAZZ CLUBE

Armazém 56 – Arte Sx (Mundet)

No final dos concertos no auditório, os sons do improviso continuam no SeixalJazz Clube. Sete noites com formações nacionais dão vida a este espaço requalificado e integrado na antiga fábrica corticeira Mundet.

Afther the auditorium concerts the sounds of improvisation continue at SeixalJazz Clube. Seven nights with national bands performances in the new and refurbished space integrated in Mundet cork old factory.

Entrada livre | Free

17 de outubro, 5.ª feira, 23 h
17 october, thursday, 11 p.m.

FRAGOSO QUINTETO

João Fragoso – contrabaixo/composição | double bass/composer
João Almeida – trompete | trumpet
Mateja Dolsak – saxofone tenor | tenor saxophone
João Carreiro – guitarra | guitar
Miguel Rodrigues – bateria | drums

 

«Música de autor, personalizada, com a escrita de Fragoso a derivar sincreticamente das muitas músicas que lhe interessam. Alturas há de um melodismo melancólico particularmente sugestivo, outras em que ressoa o som Blue Note da década de 1960 e outras ainda, sobretudo nos solos, em que se desemboca no free e mais além (...). Tudo isto dentro de estruturas algo extravagantes na sua relação sequencial dentro da mesma peça, com as incursões mais convencionais no que respeita ao jazz a soarem de maneira fresca e imprevisível.» (Adaptado do texto de Rui Eduardo Paes em jazz.pt). Este concerto tem o selo «Cena Jovem Jazz.pt».

 

«Music that comes with a highly personalized brand of it's author, the themes develop from the many influences of João Fragoso (both composer and double bass player). There are times when we will be able to hear something of a melancholic lyricism, others when the group echoes the sounds characteristic of the 60's Blue Note records and moments when the music goes into the territories of free jazz and beyond. All of this happens within structures somewhat extravagant in their sequentiality (even in the context of the same piece), with even the more conventional efforts sounding fresh and unpredictable. (Adapted from Rui Eduardo Paes' text in jazz.pt). This is a concert with the seal «Cena Jovem Jazz.pt».

18 e 19 de outubro, 6.ª feira e sábado, 23 h
18 and 19 october, friday and saturday, 11 p.m.

DANIEL NETO QUINTETO

Daniel Neto – guitarra | guitar
Ricardo Ribeiro – clarinete | clarinet
Paulo Santo – vibrafone | vibraphone
Francisco Brito – contrabaixo | double bass
Miguel Moreira – bateria | drums

 

A música do guitarrista Daniel Neto parte da sua perspetiva sobre o quotidiano, a sua leitura do mundo e os acontecimentos que o seu olhar sublinha e traduz musicalmente. As composições de «Olho de Peixe», o segundo registo de originais, foram escritas especificamente para esta invulgar formação composta por clarinete, vibrafone, contrabaixo, guitarra e bateria, dando o mote a um jogo de liberdade e precisão, partindo de uma multiplicidade de referências na raiz do jazz, blues, free jazz, rock, música erudita e noutros estilos baseados na improvisação.

 

Daniel Neto's music starts from his perspective on everyday life, his reading of the world and the events that his eyes underline and translate musically. The compositions of Olho de Peixe this second original record were written specifically for this unusual lineup of clarinet, vibraphone, double bass, guitar and drums, setting the tone for a game of freedom and precision from a multitude of references at the root of jazz, blues, free jazz, rock, classical music and other styles based on improvisation.

23 de outubro, 4.ª feira, 23 h
23 october, wednesday, 11 p.m.

MIGUEL RODRIGUES 'EMPA'

Thursday 

Miguel Rodrigues – bateria/composição | drums/composer
José Diogo Martins – piano
Francisco Brito – contrabaixo | double bass

 

O compositor e baterista Miguel Rodrigues foi o premiado na primeira open call da «Cena Jovem Jazz.pt». O júri que avaliou as propostas desta chamada à participação, destinada a músicos com menos de 25 anos de idade, considerou que o trabalho do baterista viseense se destacava claramente, sobretudo pela elegância das estruturas composicionais e a interação entre a escrita e a improvisação. Este concerto tem o selo «Cena Jovem Jazz.pt».

 

The composer and drummer Miguel Rodrigues saw his work recognized in the first Cena Jovem Jazz.pt open call. The jury panel considered that the music of this young drummer from Viseu stood out in the middle of the other contestants mainly due to the elegancy of the compositional structures and the interaction between the written material and the improvisational character implied it the composers vision. This is a concert with the seal «Cena Jovem Jazz.pt».

24 de outubro, 5.ª feira, 23 h
24 october, thursday, 11 p.m.

TRIO NOA

Nuno Costa – guitarra | guitar
Óscar Graça – piano
André Sousa Machado – bateria | drums

 

Na antecâmara do lançamento do seu primeiro trabalho discográfico, este trio explora diferentes dimensões e ambientes musicais, privilegiando sempre a interação. Com o jazz e a música improvisada como pano de fundo, o seu repertório inclui temas originais e arranjos de canções do universo musical popular nacional e internacional. Este projeto procura estabelecer uma estética de fusão entre a contemporaneidade da música cosmopolita e a tradição da música improvisada com origem no jazz.

 

Noa explores different dimensions and musical environments, always privileging interaction. With jazz and improvised music in the background, his repertoire includes original themes and song arrangements from the national and international popular music world. This project seeks to establish an aesthetic of fusion between the contemporaryity of cosmopolitan music and the tradition of improvised music originated in jazz.

25 de outubro, 6.ª feira, 23 h
25 october, friday, 11 p.m.

INDRA TRIO

Luís Barrigas – piano
Jorge Moniz – bateria | drums
João Custódio – contrabaixo | double bass

 

A música que une este trio caracteriza-se pela simplicidade e pela procura do encontro com a natureza e a ligação profunda dos sons e da sua não racionalidade. Com traços do que por vezes relacionamos com a música erudita e o jazz europeu, em que a improvisação é uma presença constante , o trio encontra um lugar comum representado pela voz dos seus instrumentos, construindo composições originais que definem a sua relação orgânica e natural com a música que pretendem apresentar.

 

Grounded in jazz and improvisation their repertoire includes original compositions and pop arrangements as well as jazz standards. As a result of their experience and cumplicity, moments of free improvisation are part of their essence, where is furthermore established their comun background and connection. With an elegant sound, distinctive musicianship and well constructed melodies, this trio seeks to combine a hip popular sound with their jazz tradition roots.

26 de outubro, sábado, 23 h
26 october, saturday, 11 p.m.

JEFFERY DAVIS QUINTET

Jeffery Davis – vibrafone | vibraphone
Óscar Graça – piano
Francisco Brito – contrabaixo | double bass
Marcos Cavaleiro – bateria | drums
José Soares – saxofone | saxophone

 

O Jeffery Davis Quintet foi concebido, primordialmente, devido à necessidade de o músico se exprimir como compositor e com o intuito de demonstrar que o vibrafone pode ser utilizado de forma inovadora num contexto de ensemble e de composição. Os temas escritos por Jeffery Davis para este ensemble denotam uma profunda influência da música de câmara erudita e do jazz, com uma base de groove muitas vezes inspirado no swing e em estilos mais tradicionais.

 

What distinguishes and makes each of Jeffery Davis projects unique is the sonority fed by the vibraphone. His creative abilities, used in the compositions, reveal the depth to which jazz music can reach through the complex technical exercises that lead to the exploration and exhibition of individual and collective boundaries. The themes written for ensemble denote a profound influence of scholarly chamber music and jazz; even within jazz there is an attempt to use a more modern and sophisticated harmonic style with a groove base often inspired by swing and more traditional styles.

Mais concertos | More concerts